Notícias

Trabalhista

Liderança: confira 14 principais qualidades para se tornar um bom líder

Saiba quais são as principais qualidades de um líder e como desenvolver as habilidades que ainda não tem.

Os grandes líderes das maiores corporações estão cada vez mais humanos, empáticos, preocupados com seus colaboradores, dispondo de tempo para fazer mais que o óbvio. 
 

Para ser um bom líder e, consequentemente, um bom chefe, o mínimo já não serve dentro das empresas e liderar bem é uma verdadeira arte.
 

A habilidade de conduzir uma empresa e levá-la a atingir resultados cada vez melhores vai além da determinação, do tino comercial e da vontade de liderar.
 

Por esse motivo, confira a importância de desenvolver determinadas habilidades para liderar, o que é necessário para isso e as 14 principais qualidades de um líder, segundo a empresa especialista em consultoria e recrutamento Robert Half.
 

A importância de certas qualidades para se tornar um grande líder
Para que seja possível promover o trabalho em equipe, fazer o grupo avançar nos objetivos propostos e solucionar problemas logo que identificá-los, é necessário um profissional que saiba liderar, pois, do contrário, podem surgir as seguintes situações:

O time não dispor de ninguém com perfil proativo e de liderança;
A equipe ser liderada por um participante sem experiência;
Profissionais de diferentes áreas do conhecimento não conseguirem dialogar entre si;
Disputa entre colaboradores de diferentes áreas na tomada de decisão;
Cada integrante efetuar sua parte do trabalho sem consultar os demais;
Reuniões extensas, desorganizadas e que não avançam em um comum acordo entre as partes;
Atrasos na entrega das atividades propostas, dentre outras situações.
Como é possível perceber, todas essas circunstâncias resultam em baixa produtividade, comprometem a qualidade do trabalho e, consequentemente, impactam negativamente o faturamento do negócio. 
 

Nesse sentido, o líder ocupa um papel fundamental na empresa, visto que garante que todos os problemas mencionados sejam evitados ou mitigados.
 

As 14 principais qualidades de um líder
Para que você identifique quais qualidades de liderança tem e quais ainda precisa desenvolver, confira abaixo as 14 principais qualidades de um líder segundo a empresa Robert Half.
 

1. Proatividade
Todo líder é, por excelência, proativo, ou seja, tem iniciativa própria, não necessitando de alguém que o oriente, uma vez que ele consegue avaliar a situação por si só e antecipar as ações necessárias. Convém destacar que isso não significa que o líder não dialogue com a equipe, mas sim que ele prontamente consegue propor ideias.
 

2. Aptidão em engajar a equipe
Não basta apenas ser proativo, dado que o líder atua dentro de um grupo com a finalidade de orientá-lo. 
 

Assim sendo, é preciso que ele tenha aptidão em engajar toda a equipe e estimular a proatividade entre cada integrante, de modo que todos se sintam motivados com o trabalho, capazes de elaborar boas ideias e à vontade para compartilhá-las e aperfeiçoá-las com o apoio do grupo.
 

3. Ambição
Não importa se o desejo é aumentar a presença online da empresa ou conquistar mercados internacionais, o que separa os bons líderes dos melhores líderes é a ambição. Os grandes vencedores do mundo dos negócios compartilham dessa habilidade para desenvolver estratégias audaciosas, bem como da ética para colocá-las em prática.

Os líderes bem-sucedidos também inspiram suas equipes a irem além da realidade do dia a dia e a contribuírem com o melhor de si para o crescimento do negócio. Sendo assim, seu senso de ambição é mais forte do que o medo de fracassar, o que serve de inspiração para que colaboradores deem a volta por cima.
 

4. Resiliência
Algumas vezes, apenas lutar pelos objetivos do negócio pode levar ao fracasso. Autoconfiança e ambição não são suficientes para resistir aos desafios do mercado ou para eliminar os erros cometidos no passado.
 

Grandes líderes são incrivelmente resilientes — eles podem transformar um desastre em uma vitória na última hora. Esse talento para se recuperar quando tudo parece perdido é uma qualidade poderosa no longo prazo.
 

5. Foco
Da mesma forma que atletas olímpicos ou artistas famosos, os melhores líderes tratam o seu trabalho como a coisa mais importante do mundo. Esse foco inabalável é o combustível que os fazem encarar um grande desafio sem pestanejar.

 

Os líderes mais inspiradores são aqueles que não se desmotivam de seus propósitos e mantêm seus olhos fixos no “prêmio”. Além disso, eles sabem quando sacrificar uma batalha para vencer a guerra.
 

6. Flexibilidade
Bons líderes sabem que as circunstâncias mudam e que ter agilidade é vital para o sucesso. Eles não têm medo de mudar de rumo e sabem como tirar vantagem de uma situação que parece perdida.
 

7. Empatia
Os melhores chefes sabem que os relacionamentos são vitais para a sua trajetória de negócios e sempre exercitam a sua inteligência emocional. Eles sabem como causar empatia entre seus clientes e equipes, e estão sempre preparados para ajudar.
 

Na visão de um grande líder, a empatia não diminui o valor do negócio, mas, sim, agrega valor e contribui com o seu crescimento. Esse atributo estreita os laços de lealdade e pode estimular parcerias.?
 

8. Criatividade
Para atingir objetivos, muitas vezes é preciso deixar as regras de lado e redefinir práticas já estabelecidas. Os líderes mais poderosos inovam incansavelmente e estimulam uma cultura de criatividade, dando poder para suas equipes seguirem esse exemplo.

 

9. Habilidade em delegar tarefas
Muitos líderes têm dificuldade em transferir tarefas complexas, posto que temem que os colaboradores não sejam capazes de realizar as atividades tão bem quanto eles mesmos. Contudo, não há como uma única pessoa assumir uma série de responsabilidades, pois, por mais competente que o líder seja, ele não conseguirá executar todas as atividades de modo satisfatório por conta da falta de tempo hábil para isso.
 

Desse modo, é fundamental realizar um bom processo de recrutamento e seleção, treinar os novos talentos e supervisioná-los até que eles desenvolvam domínio sobre as atividades, a fim de que seja possível delegar tarefas com segurança.
 

Outro ponto que deve ser mencionado é que um bom líder conhece sua equipe a ponto de saber identificar quais colaboradores são mais aptos para desenvolverem determinadas atividades, garantindo maior eficiência no andamento do trabalho.
 

10. Boa comunicação
Como o líder é responsável por orientar o grupo, mediar o diálogo entre os participantes e engajar os colaboradores, é preciso que ele saiba se comunicar bem, o que consiste em:

Ser didático: tratar de temas complexos de forma simples, compreensível e objetiva;

Apresentar clareza ao se comunicar: não falar muito rápido, balbuciar ou perder a linha de raciocínio demasiadamente;
Falar no tom adequado: dialogar em tom audível, mas não excessivamente alto.

Assim, todos os integrantes do grupo conseguem compreender rapidamente o que é tratado nas reuniões, há menos chances de executarem tarefas de modo equivocado e a produtividade aumenta.
 

11. Capacidade de ouvir o outro
Um bom líder não apenas sabe se comunicar bem, como também é um excelente ouvinte, o que é fundamental para identificar as dificuldades que os colaboradores estão enfrentando e auxiliá-los na superação dessas adversidades, bem como escutar a opinião e ideias do grupo, pois, como o velho ditado popular diz, "duas cabeças pensam melhor que uma".
 

12. Competência para solucionar problemas
Entre as principais qualidades de um líder, está a capacidade de resolver problemas. Devido a isso, o profissional que assume esse papel dentro da empresa deve ter muito conhecimento, experiência na área de atuação e criatividade para encontrar saídas viáveis às eventuais adversidades que surgirem.
 

13. Honestidade
Outra qualidade de um bom líder é a honestidade consigo mesmo e com o grupo. Por exemplo, um líder pode cometer um erro e é preciso saber reconhecê-lo e assumi-lo perante o grupo, a fim de mostrar que equívocos podem ocorrer e é necessário identificá-los para que seja possível superá-los.
 

Dessa forma, há uma maior chance dos colaboradores não se desmotivarem diante do primeiro erro cometido e admiti-los para os demais, de modo a não comprometer a confiança do líder no restante do grupo diante de uma situação delicada na qual ninguém sabe o que resultou no problema.
 

14. Visão
Ter uma consciência clara da direção para onde o negócio está indo é essencial para o sucesso de um empreendedor. A liderança bem-sucedida se baseia em uma visão clara do futuro, assim como na habilidade de tomar todas as medidas necessárias para chegar até lá.
 

Ser um bom líder, muitas vezes, depende de uma mistura de qualidades que levam o profissional a atingir objetivos maiores. Os melhores chefes sabem que ver além do próprio negócio é um exercício complexo e envolvente.
 

Orientações de como desenvolver as qualidades de um líder
Para desenvolver as qualidades de um grande líder, é preciso investir em qualificação constante, a fim de se manter atualizado sobre novos conceitos, técnicas e ferramentas para melhor gerir a sua equipe.
 

O mesmo serve para desenvolver qualidades que você ainda não tenha ou precise melhorar, como boa oratória, inteligência emocional e capacidade de delegar tarefas, por exemplo.
 

Vale destacar, ainda, que apenas a teoria não é o suficiente, porque o dia a dia de trabalho, na maioria das vezes, é muito mais complexo. Nesse sentido, é essencial colocar em prática os conhecimentos adquiridos em cursos e congressos, por exemplo, a fim de aprimorar a aplicação do conhecimento teórico.
 

Além disso, os líderes precisam dispor de pensamento crítico, analítico e criativo, para encontrar rapidamente novas soluções para novos problemas, tendo em vista que a sociedade está em constante transformação, sendo preciso uma certa dose de engenhosidade e astúcia para encarar tais mudanças e se sair bem.
 

Como é possível perceber, para se tornar um grande líder, é preciso dispor de uma série de habilidades, mas não significa que seja algo impossível ou muito difícil, visto que demanda a mesma fórmula aplicada a outros cargos, isto é, estudo, prática e, claro, experiência, sendo essa última adquirida ao longo do tempo.